Cabreúva (SP) – reúne natureza, história e espiritualidade

História

Notícias Cabreúva Comércios em Cabreúva Serviços em Cabreúva

Cabreúva, localizada a aproximadamente 90 km de São Paulo, possui  belas paisagens e é um bom destino para quem gosta de contato com a natureza.

Foi fundada em princípios do século XVIII por um membro da família Martins e Ramos do município de Itu, que subiu a margem direita do Rio Tietê procurando um lugar para se instalar e encontrou um vale encravado entre cinco grandes serras: Japi, Guaxinduva, Cristais, Guaxatuba e Taguá.

Martins, juntamente com sua família, dedicou-se ao cultivo de cana-de-açúcar para fabricação de aguardente. Os engenhos tornaram-se a maior força econômica do local, por décadas, e a cachaça ganhou fama, ficando a cidade conhecida como “Terra da Pinga”.

O nome da cidade é originário da árvore cabreúva (Myrocarpus frondosus), conhecida pelos índios como Kaburé-Iwa (árvore da coruja).

Seu Centro Histórico, definido por uma lei municipal, é composto pela Igreja Matriz Nossa Senhora da Piedade, Praça Comendador Martins, Praça Alberto Mesquita Camargo, coreto, árvore cabreúva, prédios da Prefeitura, antiga cadeia e pelas ruas mais antigas da cidade.

A Igreja Matriz Nossa Senhora da Piedade foi erguida em 1856 com recursos da comunidade e fazendeiros da época.

Localizada na estrada do Barreiro e distante 1.700 metros do centro da cidade, a Capela de São Roque tornou-se um pequeno centro religioso. A graciosa Capela  completou 100 anos de existência em 2021. Foi construída em homenagem ao Santo, que viveu no Século XIV e abriu mão de suas riquezas para cuidar de pessoas que foram afetadas por alguma epidemia.

Alguns casarões antigos ainda podem ser encontrados no Centro Histórico de Cabreúva, como o prédio da antiga cadeia, que atualmente abriga a Secretaria do Meio Ambiente.

Quem quiser saber mais sobre a cidade e sua história deve fazer uma parada no Centro de Informações Turísticas, da Secretaria de Turismo. Ali, painéis, objetos e coleções mostram a história de Cabreúva e os diferentes ciclos econômicos que viveu.  Também é possível encontrar informações atuais sobre os pontos turísticos  da cidade.

Natureza privilegiada

Hoje, a natureza é o principal atrativo turístico de Cabreúva. Todo seu território é uma APA – Área de Proteção Ambiental, que foi criada em 1984 com o objetivo de proteger o maciço montanhoso denominado Serra do Japi.

Esse maciço abriga o maior remanescente de Mata Atlântica do interior do estado de São Paulo. Possui cerca de 350 km².  Desse total, uma área de 191,7 km² foi tombada pelo CONDEPHAAT – (Conselho de Defesa do Patrimônio  Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo). Da área tombada, 41,16% está em Cabreúva.

E uma das formas de entrar em contato com esse importante patrimônio natural é visitando a Fazenda Guaxinduva. De seus mirantes é possível contemplar a Serra do Japi e toda sua beleza.  A propriedade, com áreas bem preservadas, oferece aos visitantes trilhas em meio à mata nativa, banhos de cachoeira, lagos, caminhadas nos bosques e a oportunidade de contemplar as belas paisagens do local.

Com cerca de 1.600 hectares, a Fazenda é uma das maiores reservas particulares de Mata Atlântica do Brasil. Além da beleza ímpar do local, vale destacar sua importância histórica e o cuidado da família que a mantém há mais de 90 anos. Os ingressos para visitação são adquiridos na portaria.

Outra forma de conhecer os remanescentes de Mata Atlântica da região é visitando a Estrada Parque Itu-Cabreúva.

A SP-312, denominada  Rodovia dos Romeiros , foi inaugurada em 1922 pelo presidente Washington Luís. É conhecida como Rodovia dos Romeiros devido à forte tradição religiosa da comunidade do interior que segue com charretes, cavalos e a pé até o Santuário de Pirapora do Bom Jesus.

A Estrada Parque tem atraído muitos ciclistas…

A Estrada Parque margeia o Rio Tietê e estende-se por 48,9 quilômetros na Rodovia dos Romeiros. Foi implantada com o objetivo de recuperar a área, que foi um conhecido local de lazer da população, mas que ficou abandonada devido à degradação do Rio Tietê.

A Gruta da Pedra, localizada na Estrada Parque, em Itu, próximo à divisa com Cabreúva, era um conhecido local para a realização de piqueniques até a década de 1970. A estrada possui  belas paisagens, que podem ser vistas no mirante da Gruta. Fica a esperança que o Rio Tietê seja despoluído, completando o cenário.

O turismo rural e o turismo de aventura também estão presentes na cidade. Inúmeras propriedades oferecem café colonial e venda de produtos artesanais, como queijos e doces. Outros espaços oferecem várias modalidades de esportes radicais como rapel, tirolesa, arvorismo e escaladas.

E a “Terra da Pinga” não decepciona. A cidade mantém a tradição de produzir cachaça de qualidade.

 

O alambique Rainha da Praia foi fundado em 1947 e originalmente produzia cachaça e a vendia no litoral do estado. Atualmente, a cachaça ainda é produzida no local e os donos mostram aos turistas, o processo de fabricação.

Contemplação e meditação

Com todos esses atributos, Cabreúva também tem sido procurada para retiro espiritual e práticas meditativas. Um dos lugares mais visitados na cidade, ultimamente, tem sido o Centro de Meditação Kadampa Brasil, localizado no Distrito de Jacaré.

Inaugurado em outubro de 2010, o Centro de Meditação Kadampa Brasil é o maior Templo pela Paz Mundial do Projeto Internacional de Templos da Nova Tradição Kadampa.

O CMK Brasil conta com atividades gratuitas, como preces e meditações abertas. São momentos para relaxar, respirar e meditar. O Centro também oferece cursos sobre meditação e Budismo Moderno, além de retiros.

O budismo Kadampa é uma escola budista mahayana, fundada  pelo mestre budista indiano Atisha.

 

Roteiros do Sol e dos Bandeirantes

Cabreúva integra o Roteiro Caminho do Sol, um percurso para pedestres e ciclistas entre as cidades de Santana do Parnaíba e Águas de São Pedro, no Estado de São Paulo. São 241 quilômetros  que são percorridos durante 11 dias, nesse roteiro voltado à introspecção e contemplação.

Também faz parte do Roteiro dos Bandeirantes, um  caminho que margeia o Rio Tietê que era utilizado na época das bandeiras para explorar o interior do país.

O Roteiro dos Bandeirantes foi criado em 2003 e, além de Cabreúva, fazem parte as cidades de Santana do Parnaíba,   Pirapora do Bom Jesus, Araçariguama, São Roque, Salto, Itu e Porto Feliz.

Os distritos

Jacaré

O distrito de Jacaré foi  criado em 27 de dezembro de 1985, pela Lei Estadual n°4.954. Além do Centro de Meditação Kadampa Brasil, o local tem outros destaques como o Boulevard Vereador Pedro Bertagni, a Estação Cultural “Fotógrafo Tuta”, Praça da Bíblia e Arena Multiuso.

A Estação Cultural “Fotógrafo Tuta” foi montada em dois vagões de trem, que foram doados pelo Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT), os quais foram reformados . A Estação abriga um cinema, com capacidade para 30 pessoas e uma biblioteca e tem recebido um grande número de visitantes, principalmente estudantes. As atividades são gratuitas.

Estação Cultural “Fotógrafo Tuta”

Bom Fim do Bom Jesus

Bom Fim do Bom Jesus é o Distrito mais antigo. Foi criado pela Lei Estadual n° 8.092, de 28 de fevereiro de 1964 e perdeu parte de suas terras para a formação do distrito de Jacaré.

Praça Guerino Malvezzi

Pinhal

Cabreúva também tem um parque industrial relevante, localizado no bairro Pinhal.

Para lazer, a população local se reúne na Praça Santa Catarina, que foi revitalizada e conta com obras feitas por um artista plástico cabreuvano, conhecido como Petróleo. Pneus que seriam descartados no ambiente tornam-se obras de arte, colorindo a praça.

Praça Santa Catarina
Associação dos Moradores do Bairro Pinhal

A tradição das olarias

Quem visitar Cabreúva  pode observar as antigas olarias, que são uma tradição na cidade.

Em 2017, Cabreúva tornou-se MIT – Município de Interesse Turístico, possibilitando maiores investimentos na área. Vale a pena conhecer!

 

Endereços:

Centro de Informações Turísticas. Secretaria de Turismo

Rua Manoel Martins de Melo, 12 – Centro – tel: (11)4528-4418

 

Centro de Meditação Kadampa Brasil

Av.  Cláudio Giannini, 2035 – Distrito do Jacaré

https://budismokadampa.org.br/

 

Fazenda Guaxinduva

Bairro Cururu

https://www.fazendaguaxinduva.com.br

 

Igreja Matriz Nossa Senhora da Piedade

Praça Comendador Martins, 108 – Centro

 

Estação Cultural “Fotógrafo Tuta”

Rua Maranhão, 866 –  Distrito do Jacaré

https://www.cabreuva.sp.gov.br

 

Arena Multiuso

Av. Vereador José Donato, 1.109-987

 

Informe sobre Covid-19: Para limitar a propagação do coronavírus, as atrações podem estar total ou parcialmente fechadas. Consulte o governo local antes de programar  a viagem. 

 

Referências:

Prefeitura de Cabreúva. Disponível em: https://www.cabreuva.sp.gov.br/conheca+a+historia+de+cabreuva.aspx. Acesso em 06.09.2021.

Câmara Municipal de Cabreúva. Disponível em: https://www.camaradecabreuva.sp.gov.br/Pagina/Listar/649. Acesso em 10.09.2021.

Governo Estado de São Paulo. Secretaria de Turismo. Disponível em: https://www.turismo.sp.gov.br/publico/noticia.php?codigo=1323. Acesso em 11.09.2021.

Leis estaduais. Disponíveis em: https://www.al.sp.gov.br/repositorio/legislacao/lei/1985/lei-4954-27.12.1985.html. e https://www.al.sp.gov.br/repositorio/legislacao/lei/1964/lei-8092-28.02.1964.html.Acesso em 11.09.2021.

Crossi Neto, Luiz (Fotógrafo). (2021).

 

 

3 thoughts on “Cabreúva (SP) – reúne natureza, história e espiritualidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fale Conosco!
1
Fale Conosco!
Seja bem vindo ao Tem Cidades!
Quer seu site anunciado aquí?
%d blogueiros gostam disto: