Paraty – RJ

 

Localizada no litoral oeste do Rio de Janeiro, a 258 km da capital do estado, Paraty agrada a todos os tipos de turistas.

A cidade foi fundada em 1667 e teve grande importância econômica devido aos engenhos de cana de açúcar e à boa aguardente que produzia. A pinga de Paraty tinha fama de ser a melhor do país, como demonstram registros históricos. Quando alguém queria pedir uma boa aguardente pedia a que era fabricada em Paraty e logo parati virou sinônimo de pinga, como lembra o samba Camisa Listrada, de Assis Valente.

No Século XVIII, Paraty destacou-se como um importante porto por onde se escoava o ouro que saía de Minas Gerais e seguia para Portugal. Para chegar à região, seguiam uma trilha dos índios Guaianases. Além do porto, o café e a cana de açúcar também trouxeram riqueza ao município.

A construção da estrada de ferro entre São Paulo e Rio de Janeiro através do Vale do Paraíba afetou intensamente a atividade econômica de Parati. A antiga trilha pela Serra do Mar foi desativada e com isso o porto que teria sido o segundo mais importante do país, tornou-se um simples entreposto comercial. A cidade ficou isolada por muitas décadas, isolamento esse que permitiu que fossem preservados sua arquitetura e seus costumes.

Atualmente, o turismo é uma das principais atividades econômicas de Paraty.

A cidade oferece inúmeros roteiros turísticos aos visitantes, além de hotéis, pousadas e campings para hospedagem.

Para quem gosta de história

O Centro Histórico de Paraty, com suas ruas revestidas de pedras pés de moleque e antigos casarões preservados, foi considerado pela UNESCO como “o conjunto arquitetônico colonial mais harmonioso” e tombado como Patrimônio Nacional pelo IPHAN.

No Centro Histórico também são encontradas quatro igrejas, cada uma construída para uma camada da população. A Maçonaria deixou fortes marcas nas fachadas dos edifícios.

Outro destaque é o Caminho do Ouro (Estrada Real) – uma estrada construída pelos escravos entre os séculos XVII e XIX, a partir de trilhas dos índios guaianases e que ligava Minas Gerais ao Rio de Janeiro e São Paulo.

A Estrada Real está bem preservada e guarda várias surpresas para os visitantes, além da beleza da Mata Atlântica: cachoeiras, alambiques e a hospitalidade e cultura do povo local.

 

Para quem gosta de natureza e aventuras:

A exuberante Mata atlântica existente em Paraty é protegida por diversas unidades de conservação:

– Parque Nacional da Bocaina

– Reserva Ecológica de Joatinga

-APA do Cairuçu

– APA da Baía de Paraty

A baía de Paraty possui cerca de 50 praias. Algumas com acesso por carro e outras, apenas por barco. Além da natureza preservada, as praias guardam muito da cultura caiçara, com seu artesanato, sua culinária e meios tradicionais de subsistência.

Inúmeras cachoeiras e 65 ilhas completam o cenário de rara beleza.

Um dos mais importantes destinos é Trindade, situada dentro da APA do Cairuçu. Suas belas praias e cachoeiras atraem turistas de todos os lugares.

As águas límpidas de Paraty também favorecem a prática de mergulhos e propiciam belos passeios de barco e escuna.

 

Para quem gosta de cultura:

O calendário de cultura e turismo de Paraty é repleto de atrações. A Festa Literária Nacional (FLIP), que acontece em julho, é conhecida internacionalmente,

Para conhecer a programação do FLIP acesse: http://www.flip.org.br/

 

 

Fontes: www.paraty.com.br

www.paraty.tur.br

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fale Conosco!
1
Fale Conosco!
Seja bem vindo ao Tem Cidades!
Quer seu site anunciado aquí?
%d blogueiros gostam disto: